Lançamentos

SAIBA MAIS

Equipe

Marion Loire
diretora

Rafael Viegas
diretor-adjunto

Luiz Miranda
Marina Borges
Claudia Cordeiro
(estagiária)

 

Serviços

Além de biblioteca e sala de leitura, a Mediateca também ajuda você a procurar informações sobre a França.

 

Estudar na França?

Pessoas em busca de informações sobre estudos universitários na França estão convidadas a contactar a agência

Campus France

campusfrance@

edufrance.com.br

História do Pé e Outras Fantasias

História do Pé e Outras Fantasias

A História do Pé e Outras Fantasias é o último livro do francês J. M. G. Le Clézio, Prêmio Nobel de 2008. Trata-se do terceiro título deste autor publicado pela Cosac Naify. A obra consiste em uma composição de histórias independentes que remontam ao fascínio de Le Clézio pelo universo simbólico africano, na busca de uma interseção entre o eclético visto de fora, e a leitura interior do próprio autor em sua vivência literária.

HHhH

HHhH

HHhH (Himmlers Hirn heisst Heydrich, ou o cérebro de Himmler se chama Heydrich) é o hábil romance histórico de Laurent Binet descrevendo a trajetória de um dos episódios importantes do III Reich: a morte de Reihardt Heydrich, o “cérebro de Himmler” do título, comandante da Boêmia-Morávia (atual República Tcheca), pelos resistentes tchecos em maio de 1942.

O livro recebeu o Prêmio Goncourt de 2010.

Hubris. La Fabrique du monstre dans l’art moderne

Hubris. La Fabrique du monstre dans l’art moderne

“A arte moderna frequentemente se devotou à feiúra. Anatomias disformes, composições incongruentes, vontade de surpreender e de chocar: quem ousaria ainda falar de beleza nestes tempos? (…) Jean Clair propõe uma leitura antropológica da estética moderna que entrecruza história da arte, história das ciências e história das idéias”

Introdução ao direito francês

Introdução ao direito francês

Esta Introdução ao Direito Francês tem o mérito de ser escrita por jovens pesquisadores que têm uma dupla cultura jurídica, a do Brasil e a da França e, a partir deste fato, as comparações realizadas entre o direito francês, que é o principal objeto de análise, e o direito brasileiro, que é, de certa maneira, o sistema jurídico de referência, permitem ao leitor brasileiro melhor apreender as diferenças entre os dois.

Georges Canguilhem, um estilo de pensamento

Georges Canguilhem, um estilo de pensamento

Pierre Macherey é professor emérito da Universidade de Lille 3, onde coordena o seminário Philosophie au sens large. Ao lado de Jacques Rancière e Etienne Balibar, trabalhou com Louis Althusser na elaboração do marcante Ler o Capital. A série de artigos aqui apresentados recobre o período que vai de 1963 a 1996. Com a verve e a pertinência que o caracterizam, Pierre Macherey analisa nestes quatro estudos a problemática das normas e da filosofia da vida desenvolvida por seu antigo professor, Georges Canguilhem. Ao mesmo tempo, o autor sublinha a inovação de um pensamento audacioso e engajado do qual Foucault, e tantos outros depois dele, se reconhecerão orgulhosamente herdeiros. Assim, P. Macherey nos apresenta uma visão sistemática dos trabalhos de G. Canguilhem, trabalhos marcados tanto por aqueles de uma crítica ao dogmatismo, seja ele metafísico ou científico.

História da Morte no Ocidente

História da Morte no Ocidente

Os ensaios que compõem a “História da morte no Ocidente” se converteram, desde sua publicação pela primeira vez em 1975, já em clássicos, e nos apresentam a fascinante história da mudança gradual na percepção sobre a morte, vista como algo familiar e “domesticado” no mundo medieval, e maldita na concepção moderna. É leitura obrigatória na bibliografia dedicada a nossa relação com a morte, seu papel na configuração de um entorno cultural e as formas de intercâmbio que nele se desenvolvem.

História do Cristianismo

História do Cristianismo

O cristianismo impregna a vida cotidiana, os valores e as opções estéticas até mesmo dos que o ignoram. Ele contribui para o desenho da paisagem dos campos e das cidades. Às vezes, ganha destaque no noticiário, mas os conhecimentos necessários à interpretação dessa presença se apagam com rapidez. Com isso, a incompreensão aumenta. Admirar o monte Saint-Michel e os monumentos de Roma, de Praga ou de Belém, contemplar os quadros de Rembrandt, apreciar verdadeiramente certas obras de Stendhal ou Victor Hugo implica poder decifrar as referências cristãs que constituem a beleza desses lugares e dessas obras-primas. Entender os debates mais recentes sobre a colonização, as práticas humanitárias, a bioética, o choque de culturas também supõe um conhecimento do cristianismo, dos elementos fundamentais da sua doutrina, das peripécias que marcaram a sua história, das etapas da sua adaptação ao mundo.

Apoio PAP

RECOMENDADOS

LANçAMENTO

Lançamento do livro “Por que não escrevi nenhum de meus livros” de Marcel Benabou

Você sabe o que é OuLiPo ? Venham amanhã na Primavera Literária descobrir do que se trata com dois eventos, ambos no dia 19. De manhã haverá uma...

LANçAMENTO

Lançamento do livro “Por que não escrevi nenhum de meus livros” de Marcel Benabou

LITERATURA

Convidado francês : Abdellah Taïa

Em outubro, venham conhecer o escritor Abdellah Taïa. Seu romance Aquele que é digno de ser amado é seu primeiro título publicado em português (l...

LITERATURA

Convidado francês : Abdellah Taïa

OUTROS EVENTOS

Primavera Literária do Rio

A 18ª edição da Primavera Literária do Rio irá acontecer de 18 a 21 de outubro no Museu Da República : a oportunidade para se encontrar e discut...

OUTROS EVENTOS

Primavera Literária do Rio

BIBLIOFRANÇA

Portal do livro francês no Brasil, Serviço de Cooperação e Ação Cultural da Embaixada da França

ESCRITÓRIO DO LIVRO

Sediado no Consulado da França no Rio de Janeiro, faz a promoção do livro francês no Brasil e concede apoio aos profissionais do livro e da leitura

BIBLIOTECA

Biblioteca, espaço de leitura, debate e reflexão

21.3974.6669

Av. Presidente Antonio Carlos 58, Centro, RJ – Brasil

[+]